Skip to content
Optigrid Optigrid

Olho Tremendo: Principais Causas e Dicas Para Cuidar [Guia]

olho tremendo

O olho tremendo, que, na verdade, consiste no tremor da pálpebra, é uma condição chamada de mioquimia palpebral. Nessa situação, ocorrem pequenos espasmos involuntários na estrutura ocular em questão, sendo provocados por diversas razões, como a privação de sono, o estresse e o cansaço. 

Se você leva uma vida agitada, sem pausas suficientes para descanso e com muitas tarefas estressantes, provavelmente já sentiu o olho tremendo. Essa contração involuntária da pálpebra é bastante comum em cenários de fadiga e sobrecarga física e mental. 

Se você enfrenta esse problema com recorrência e não sabe quais são as causas e o que fazer para solucioná-lo, está no lugar certo! Continue nesse artigo e conheça as principais informações sobre olho tremendo com a Optigrid

Leita também: Distância Naso Pupilar ou DNP: Para que serve e Como Medir Digitalmente

Entenda exatamente o que é o sintoma de olho tremendo

Em um mundo tão agitado, repleto de exposição a luzes fortes e com tantos afazeres cotidianos, o sintoma de olho tremendo tem estado cada vez mais presente na sociedade. Ele é chamado de mioquimia palpebral e consiste, geralmente, em um sinal de alerta, não em uma doença. 

O tremor das pálpebras é uma contração muscular involuntária que se origina no músculo que fica ao redor dos olhos, sendo bem semelhante a uma cãibra. Esse sintoma é um indício de que algo no seu estilo de vida ou na sua saúde não está funcionando como deveria.

Desse modo, apesar de não representar, na maioria das vezes, um problema sério de saúde ou uma doença muito grave, é importante analisar as causas do tremor e alterar o estilo de vida que está levando. 

Isso porque, se você negligenciar os sinais de alerta, outros sintomas mais prejudiciais podem aparecer, gerando um quadro clínico bem pior. 

Conheça as principais causas do olho tremendo

olho tremendo é perigoso

Agora que já sabe o que é o sintoma de olho tremendo, deve estar se perguntando as causas para esse tremor, certo? Então, confira quais são os principais fatores para esse espasmo involuntário: 

Excesso de estresse

Se tem uma coisa que desregula todo o nosso corpo, interferindo em diversas funcionalidades do organismo, é o estresse. De acordo com um estudo de 2017 do Isma-BR (Associação Internacional de Gerenciamento de Estresse Brasil), cerca de 70% da população brasileira já teve ou têm sintomas de estresse. 

Como o estresse libera alguns hormônios, por exemplo o cortisol e a adrenalina, acaba causando alterações funcionais nos músculos, deixando-os tensionados. Assim, as contrações ocorrem de maneira involuntária e fazem o olho tremer. 

Excesso de cafeína 

A cafeína é uma substância estimulante que atua no sistema nervoso central e também está bastante associada ao olho tremendo. Quando consumida em excesso, ela aumenta muito o estado de alerta do corpo, e isso contribui para a contração muscular nas pálpebras.

Poucas horas de sono

A privação de sono está entre os grandes inimigos atuais da saúde, provocando uma série de problemas no organismo humano. Em geral, os adultos precisam de 7 a 8 horas diárias de sono para se manterem saudáveis. 

Porém, devido às demandas acadêmicas e profissionais, a ansiedade, o estresse e os maus hábitos de sono, muitas pessoas têm pouquíssimas horas diárias de sono. Isso deixa o olho tremendo, além de causar irritabilidade, oscilações de humor, depressão, problemas de pele, desequilíbrios hormonais e muito mais. 

Falta de vitaminas

Uma alimentação desequilibrada provoca muitos problemas de saúde, como a fadiga excessiva, o desânimo, a falta de concentração, a perda de memória e o próprio olho tremendo. 

Isso porque as vitaminas são substâncias fundamentais para o funcionamento do organismo, e a falta delas desregula a ação corporal, impactando diretamente na qualidade de vida. 

Problemas oculares

É claro que o tremor das pálpebras poderia estar associado a problemas oculares, não é mesmo? O olho seco, o astigmatismo, a miopia, a hipermetropia e outras condições podem provocar essa situação. 

Como o olho precisa realizar um maior esforço para enxergar e funcionar plenamente, acaba gerando cansaço, dores de cabeça e o tremor das pálpebras. E, se esse for o motivo das contrações involuntárias, é provável que o indivíduo tenha que usar lentes corretivas ou promover algum tipo de cuidado específico. 

Síndrome de Burnout

Também chamada de Síndrome do Esgotamento Profissional, a Síndrome de Burnout é uma condição emocional que causa estresse, desgaste físico, exaustão e o tremor das pálpebras. 

Ela está associada a situações de trabalho ultra desgastantes, nas quais estão envolvidas muitas tarefas difíceis, grande demanda de atividades, alta competitividade e responsabilidade exagerada. 

Excesso de horas em frente ao computador

A exposição intensa e frequente a luzes artificiais é um fator responsável por diversos desgastes físicos e, consequentemente, mentais. Infelizmente, com o avanço tecnológico, grande parte da população precisa passar muitas horas em frente ao computador e ao celular. 

Essa ação gera problemas oculares, dor de cabeça, sedentarismo, problemas posturais, lesões de esforço repetitivo e vários outros. Assim, se você passa horas e horas em frente a essas telas, o olho tremendo pode estar relacionado a isso. 

Você vai gostar: Distância Pupilar: Principais Benefícios e Como Medir Digitalmente

Dicas para cuidar e evitar o tremor nos olhos

olho esquerdo tremendo o que significa

Além de não ser nada saudável, o tremor nos olhos é muito irritante, não é mesmo? Por isso, veja algumas dicas para evitar e, caso aconteça, cuidar desse sintoma: 

  • Pratique exercícios físicos pelo menos três vezes por semana;
  • Exercite a higiene do sono e mantenha uma rotina de sono saudável;
  • Realize atividades capazes de amenizar o estresse;
  • Tenha uma alimentação saudável;
  • Evite sobrecargas de trabalho se possível;
  • Reduza o consumo de bebidas alcoólicas;
  • Evite fumar;
  • Cuide da sua saúde física e mental, realizando consultas e exames de rotina e terapia.

Saiba quando procurar ajuda médica

Como mencionado ao longo do post, o olho tremendo geralmente não está associado a um problema grave de saúde. Porém, isso não significa que ele nunca pode sinalizar uma doença ou algo que deva ser tratado com o auxílio de um profissional. 

Se o seu tremor nos olhos for recorrente, as pálpebras estiverem inchadas, os olhos ficarem vermelhos ou os espasmos interferirem em outras regiões do rosto, é sinal de que você deve procurar um médico o quanto antes. 

Afinal, pode ser apenas questões relacionadas aos hábitos cotidianos, mas também pode ser um problema sério. E, com saúde não se brinca, não é mesmo? Portanto, é melhor prevenir do que remediar, e ir a uma consulta com um oftalmologista te evitará situações indesejadas!